Na Madeira, em paz

Estes dias em que tenho estado na Madeira deixam-me em paz comigo mesma. Há qualquer coisa de natural e de mágico nesta ilha que me faz querer voltar sempre e desfrutar de cada momento com mais intensidade.

Na Madeira em Paz - 1

Entretanto tive tempo para fazer alguns programinhas enriquecedores e passar tempo com as minhas amigas do meu coração!! Aquelas pessoas conhecem-me como sou, fazem parte da minha vida e eu guardo-as bem dentro do meu coração! É uma amizade pura e sincera, tão profunda como as raízes que eu tenho na minha terra!

Na Madeira em Paz - 2

Além disso, não vos consigo explicar a energia positiva que sinto depois do evento solidário que organizámos para o João Francisco. É indescritível a força das pessoas quando se juntam por uma causa maior e sinto uma grande emoção por fazer algo mais por alguém que precisa!! Força João Francisco!!!

Na Madeira em Paz - 3

A solidariedade devia estar mais presente nas nossas vidas. Quando digo isto, estou a referir-me à atitude porque para se ser solidário basta um gesto, uma atenção!! Cada um de nós tem um papel neste mundo e Deus encarrega-se de nos guiar nas causas mais importantes para nós e para os outros.

Deus inspirou-me a ajudar neste caso, mas há muitas mais pessoas que precisam de ajuda e nem sempre podemos ajudar todos. Por isso, sempre que puderem fazer a diferença, façam! Eu hoje acordei de coração cheio, cheia de inspiração e tudo isto vem da energia positiva das pessoas. Vem de todos vocês!!

Beijos KA

3 Comments on “Na Madeira, em paz

  1. Pingback: "Estes dias em que tenho estado na Madeira deixam-me em paz comigo mesma" | SAPO Lifestyle

  2. É claro que se sente bem na Madeira, afinal é sempre bom voltar às suas origens certo?
    Eu fui conhecer a sua ilha este ano, mas dei-me mal com o tempo. Apesar desse infortuno adorei ver amigos que não via há cerca de 15 anos.
    Visitei muitos lugares, mas há lugares que adorei, como Curral das Freiras, o mercado no Funchal e as piscinas de Porto Moniz.
    Talvez um dia volte e então vá visitar com mais tempo e calma outros sítios que não conheci.
    Uma das coisas que apreciei bastante foi a simpatia do povo madeirense e isso traz-me saudades e vontade de lutar contra o tempo húmido e seco e voltar aí.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *